Pedro Rupio, Conselheiro efetivo

Antigo aluno da escola portuguesa de Ixelles, na Rue du Nid, Pedro Rupio tem 35 anos e trabalha no departamento de comunicação de uma instituição financeira. Graduado em Marketing Management, é também bacharelato em Ciência Política pela Université Saint-Louis, em Bruxelas.

Em 2005, criou o site Nós Cá Fora.be, dedicado à comunidade portuguesa na Bélgica. Um dos projetos mais emblemáticos do site foi o lançamento da plataforma tv.noscafora.be que acompanhou a comunidade nas suas diversas atividades.

Nos últimos 10 anos, integrou por várias vezes a direção da Associação dos Portugueses Emigrados na Bélgica (APEB). Pedro Rupio presidiu esta associação de 2014 a 2015, período durante o qual foram lançados alguns projetos entre os quais: aulas de neerlandês e de informática para portugueses, colaboração com a Coordenação do Ensino da Embaixada em vários projetos (exposições, teatro), intercâmbio com associações portuguesas de França e Suíça ou ainda com a Embaixada de São Tomé e Príncipe em Bruxelas.

Em 2008, com 24 anos de idade, foi eleito Conselheiro das Comunidades Portuguesas tornando-se assim, o membro ativo mais jovem do CCP. Neste órgão, foi eleito Vice-Presidente da Comissão do Associativismo e Comunicação Social.

Enquanto Conselheiro, foi responsável por várias campanhas de promoção do ensino de português, nomeadamente na RTP Internacional, e de incentivo à participação cívica da comunidade, tanto em eleições portuguesas como belgas. Organizou debates com candidatos e/ou deputados para promover as eleições legislativas portuguesas e europeias  na APEB e na Emáus. Também organizou um evento que tinha como objetivo a promoção dos jovens talentos luso-descendentes da comunidade : a “Festa da Juventude”.

Nos anos letivos 2010-2011 e 2011-2012, mobilizou a comunidade com o objetivo de denunciar a irregularidade de alguns horários no ensino de português na Bélgica. Foram respetivamente recolhidas 800 e 1000 assinaturas e os alunos que se encontravam em Bruxelas tiveram direito a horários dignos.

Destaca-se igualmente o contributo de Pedro Rupio na criação da Federação das Associações Portuguesas na Bélgica. Também foi o primeiro português a ser eleito em Bruxelas nas últimas eleições comunais.

Desempenhou, entre 2012 e 2018, os cargos de Conselheiro Comunal em Saint-Gilles e Conselheiro de Polícia na zona Midi, tendo sido o primeiro português eleito em Bruxelas para essas funções.

Em 2015, foi re-eleito para o Conselho das Comunidades Portuguesas. É membro do Conselho Permanente desse órgão de consulta do Governo para as políticas de emigração.

Em 2018, foi designado membro do Conselho Económico e Social pelo Conselho das Comunidades Portuguesas.